Conselhos essenciais para planear o seu casamento

conselhos para organizar o casamento

Casamento. Basta pronunciar esta palavra quando procuramos certos serviços para vermos rapidamente os preços dos serviços e produtos associados a este mercado serem inflacionados num abrir e fechar de olhos. Os noivos, numa demanda para encontrarem o melhor custo-benefício, analisam vários orçamentos e planos antes de encontrarem a opção que mais se ajusta às suas necessidades e possibilidades.

No entanto, como percorrer este longo caminho até ao altar?

Muitos noivos admitem ter dificuldade em fazer esta gestão e acabam por perder dinheiro desnecessariamente simplesmente porque fizeram as escolhas erradas ou não tinham noção, desde o ponto de partida, daquilo que precisavam de gastar para tornar possível a cerimónia.

Para o ajudar decidimos elaborar este post onde explicamos, através de algumas dicas simples, como elaborar um planeamento financeiro para o seu casamento. Tenha total controlo sobre as suas contas e orçamentos de forma a assegurar que o seu casamento é o evento do ano.

 

1 – Conheça os seus direitos

Antes de mais, é importante que conheça o Código de Defesa do Consumidor e esteja ciente dos seus direitos. Isto é essencial para que se consiga defender de práticas enganosas e maliciosas praticadas por certos fornecedores e prestadores de serviços. Se for enganado ou vítima de métodos comerciais coercitivos ou desleais, poderá recorrer ao Código de Defesa do Consumidor para evocar os seus direitos.

 

2 – Pesquisa intensiva

Na Internet não encontrará meia dúzia de sites sobre casamentos: encontrará dezenas, até mesmo centenas, de sites com informação útil para a organização do seu casamento. Antes de assinar contrato com qualquer uma das empresas associadas a um dado site, recomendamos que faça uma pesquisa realmente intensiva ao mercado para saber se se está a comprometer com o serviço que lhe vai propocionar a melhor relação custo-benefício. Além de listar sites semelhantes, recomendamos que investigue o que andam a dizer sobre esses mesmos sites, nomeadamente se têm reclamações na Internet.

 

3 – Faça um calendário

Na organização de um casamento timing é algo muito importante. Uma vez que há tantos detalhes a preparar para o grande dia, exigindo que estabeleça uma série de contactos com diferentes pessoas e empresas, recomendamos que se sente, pegue num calendário ou crie um ficheiro Excel e liste todas as tarefas que têm de realizar até uma certa data. Ao fazer este planeamento com tanta antecedência conseguirá até, na verdade, encontrar vários serviços a preços mais baixos.

 

4 – Liste todas as despesas

Ainda tem o Excel aberto? Excelente. Este nosso conselho passa novamente pelo software de gestão. De forma a ter uma ideia de quanto vai gastar, recomendamos que faça um documento com todas as despesas a considerar no casamento. Mesmo que ainda não tenha a certeza de preços quanto a certos serviços, aponte no documento uma estimativa de quanto poderá pagar ou do preço que está disposto a cobrir para adquirir um certo serviço. Ao somar tudo, vai ter uma ideia geral de quanto a festa dos seus sonhos lhe vai custar e a partir daí conseguirá fazer uma gestão mais eficiente do seu casamento.

 

5 – A lista de presentes

Há cada vez mais noivos a fazer listas de presentes em lojas vocacionadas para os efeitos. O sistema é simples e prático: os noivos escolhem uma gama de produtos que gostaria de ter na sua futura casa e vida a dois e os convidados, acedendo ao catálogo, podem comprar o presente ou contribuir em parte para o pagar.

No entanto, ao escolher uma loja para fazer a sua lista de presentes tenha em consideração as políticas de troca e devolução dos produtos. Este é um cuidado que deve ter sempre, especialmente numa lista de casamento. Imaginemos por exemplo que alguém lhe dá como prenda de casamento um dos itens que tinha na sua lista de presentes… mas que não comprou por intermédio da loja em questão! Vai ficar com dois presentes iguais? Aqui está a particularidade de analisar as lojas e de perceber os seus prazos de troca e devolução.

 

6 – Leia bem os contratos

Ao escolher o local da festa tenha sempre muito cuidado ao ler o contrato de forma a perceber se tudo o que realmente deseja para o evento está incluído no preço. Imaginemos, por exemplo, que o local onde o evento terá lugar cobre uma taxa por cada objeto que for partido acidentalmente pelos convidados. Um copo, por exemplo, algo que é muito comum de acontecer. O preço do copo vai ser acrescido ao valor orçamentado no contrato? Prepare-se para cada uma destas eventualidades. Para tomar uma decisão sólida e segura, procure a opinião de outras pessoas que já utilizaram os serviços da mesma empresa. Mecanismos deste género não faltam na Internet.

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *